segunda-feira, 26 de julho de 2010

O Tempo Passa


Um dia a gente acorda e vê que o tempo passou.

Um dia a gente acorda e percebe que não é mais criança, percebe que as brincadeiras perderam a graça e que as conversas passaram a ser mais legais.
Um dia a gente acorda e percebe que aquela menina desajeitada do colégio virou uma linda mulher e que o menino mais lindo da sala virou um homem bobão e convencido.

Um dia, assim como todo mundo, eu acordei.

Acordei e vi que a minha melhor amiga (aquela que brincava de boneca comigo e que se envolvia em todos os meus planos mirabolantes) agora é mãe.

Acordei e vi que meu melhor amigo (aquele cheio de espinhas, que passava horas lendo as besteiras que eu escrevia e que adorava matar aula comigo) virou um lindo homem e daqui um mês viajará para outro país.
Acordei e vi que minha avó (aquela que eu tanto cuidava e que tanto cuidava de mim) não está mais aqui para me dar o carinho que só ela sabia dar.

Um dia, assim como todo mundo, eu acordei.

Acordei, me olhei no espelho e não me reconheci.
Onde estava aquela menininha que, com menos de sete anos, sabia que queria se bióloga?
Onde estava aquela menininha que acreditava em si e em mundo melhor?
Onde estava aquela menininha que sabia exatamente como alcançar os seus objetivos?


Um dia acordei e percebi que o tempo havia passado. Sobretudo, percebi que nesse tempo me perdi de mim.

Quando foi que deixei de acreditar que meus sonhos eram possíveis?

Quando foi que deixei de acreditar que o mundo pode ser melhor?

Quando foi que deixei de acreditar em mim?
Assim como acordei, queria dormir.
Quando chegasse a hora de acordar novamente, queria acordar e ainda ser EU. Ser aquela menininha cheia de sonhos e que, principalmente, acredita que esses sonhos são possíveis e luta para torná-los realidade.

Beijos,





6 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. um dia voltei aqui e soube que voltou a escrever. isso é bom para mim e espero que seja apenas um recomeço a voce. Já nos conhecemos de outros blogs antigos, mas eu ainda não conheço nada sobre voce...

    ...e apenas queria conhecer
    um dia...

    beijos a voce!

    ResponderExcluir
  3. O fator que faz a diferença, é rir de cada momento... aproveitar tanto, mais tanto disso que nem perceba, que há um tempo para passar ^^


    E obrigado pela indicação ai do lado >>>
    xD

    Bjaum!


    www.suportedamente.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi !!!
    Obrigada pela visitinha !
    Ah é assim mesmo, a vida é cheia de fases, e como você está se questionando , essas pessoas que se referiu também estão.
    não podemos é ficar deixando passar em branco nossas fases, temos que tirar dela sempre um aprendizado, um amadurecimento para sentirmos no futuro que todas foram vividas !!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Eu gostei muito deste post. Me vi nele. As vezes eu me sinto perdido e tb me pergunto "quando foi que eu perdi o controle das coisas?".
    Tenho até alguns posts falando quase praticamente o mesmo que vc.

    Gostei também de que vc não parou de escrever. E acho que nunca deve parar. Nao concordei com vc quando vc disse que ia parar, mas fiquei quieto. E fiquei feliz de ver o seu blog atualizado pelo link que tem no meu blog. Mas este post eu não tinha lido. E adorei ler.

    ResponderExcluir
  6. la vida es dejarse llevar por su arte
    y las palabras??? son profundos símbolos de sus estructuras

    un abrazo fraterno y adelante que hay muchas puertas por los caminos

    ResponderExcluir